YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  11/07/2019 | 17h20     Atualizado em 11/07/2019 | 17h21

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Prefeitura determina que Visate regularize pendências de vistoria em 65 ônibus

Falta de aval técnico implica na reprovação dos veículos do transporte coletivo

Leonardo Portella
Leonardo Portella

A Prefeitura de Caxias do Sul determinou que a empresa Viação Santa Tereza (Visate) regularize a inspeção veicular em 65 ônibus da frota do transporte coletivo urbano. A medida foi informada por meio de uma notificação emitida pela Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) nesta quarta-feira (10/07). A falta do aval técnico implica na reprovação dos veículos para a realização do serviço público por não estarem adequados ao transporte de passageiros, conforme prevê o contrato de concessão. Caso as pendências não sejam regularizadas até sexta-feira (12/07), a concessionária estará passível de autuação pela prática de transporte sem licenciamento.


Realizada duas vezes por ano, a inspeção veicular nos ônibus do transporte coletivo é uma importante ferramenta para atestar a segurança dos veículos e verificar as condições de conservação e manutenção dos ônibus, entre outros itens de funcionamento. A última avaliação, realizada entre 28 de maio e 29 de junho deste ano, analisou 288 veículos da empresa concessionária. Destes, 218 foram reprovados pela empresa Inspekar, credenciada pelo Município e responsável pela verificação dos ônibus da empresa. O número representa 76% da frota analisada com algum tipo de não conformidade.

 

Após a primeira inspeção, a empresa concessionária providenciou os reparos apontados pela inspecionadora e 153 veículos foram aprovados na segunda vistoria. Os outros 65 coletivos não retornaram para a avaliação e precisam estar regularizados até esta semana para que continuem prestando o serviço à comunidade. ?É dever do poder público seguir o que está determinado pela lei e cobrar que as não conformidades sejam reparadas e que os veículos estejam seguros e prontos para o atendimento da população. Não permitiremos que os ônibus sem aprovação técnica circulempela cidade e cobraremos da empresa concessionária para que apresente soluções para a plena realização do serviço?, salientou o titular da SMTTM, Cristiano de Abreu Soares.


Ainda de acordo com o relatório da inspecionadora, as não conformidades mais observadas durante as vistorias foram problemas em sistemas complementares, como falhas no para-brisa e buzina, entre outros. Foram 147 casos observados. Também foram apresentados 89 problemas em equipamentos obrigatórios como extintor, triângulo e cinto de segurança para o motorista e operador de sistemas; além de 88 falhas nos sistemas de iluminação e freios e 61 casos de inconformidade na sinalização dos ônibus. Ao todo, 470 itens foram reprovados.


Outra preocupação da SMTTM é com os elevadores de embarque e desembarque para pessoas com deficiência. Durante os testes, 33 equipamentos foram reprovados e precisaram passar por reparo para que o coletivo fosse aprovado durante a vistoria. Além das vistorias realizadas semestralmente, os fiscais da unidade também realizam inspeções ao longo do ano para verificar o funcionamento dos elevadores e cobrar o funcionamento pleno do equipamento.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia