YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  31/07/2019 | 12h18     Atualizado em 31/07/2019 | 15h19

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Homem é preso em flagrante por crime contra as relações de consumo em Caxias do Sul

Divulgação
Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor, Saúde Pública e da Propriedade Intelectual, Imaterial, Industrial e Afins/DECON com apoio da DRACO de Caxias do Sul, nesta terça-feira (30), cumpriu um mandado de busca e apreensão em residência situada no Bairro Rio Branco com o objetivo de coibir a comercialização de carnes sem procedência. Na ação, um homem de 46 anos foi preso por crime contra as relações de consumo.

 

Na ação, policiais civis, acompanhados de membros Serviço Municipal de Controle de Produtos Agropecuários de Origem Animal de Caxias do Sul/RS (COPAS-POA), depararam-se com funcionamento de um entreposto clandestino de carnes, onde se manipulava, embalava e enviava os produtos para o comércio sem autorização das autoridades competentes.

 

No total, os agentes públicos apreenderam e descartaram 259 kg de carnes, sem procedência e com prazo de validade expirado e, portanto, impróprios ao consumo humano, pelo risco iminente à saúde.

 

Segundo o Delegado, a fiscalização promovida tem por objetivo garantir que alimentos seguros sejam disponibilizados à população, ou seja, próprios para o consumo e benéficos para a saúde.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia