YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  07/11/2019 | 14h55     Atualizado em 07/11/2019 | 14h56

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Denise Pessôa deve denunciar post da Prefeitura ao Ministério Público

Ela alega falta de impessoalidade na divulgação de obra pública, em rede social

Gabriela Bento Alves
Gabriela Bento Alves

A vereadora Denise Pessôa ocupou a tribuna, na sessão desta quinta-feira (07/11), onde repercutiu que pretende levar Ministério Público (MP), denúncia contra postagem em rede social da Prefeitura, que segundo ela, não possui caráter impessoal, ou seja, não se manifesta como instituição e sim, como se fosse uma pessoa física.

 

Ela citou que publicação fere o Art. 37 da Constituição Federal, que dispõe que ?a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos?. A partir disso, defendeu a averiguação do caso pelo MP.

 

O anúncio diz que o prefeito Daniel Guerra investiu mais de 190 mil reais em obras em escola pública infantil. No entendimento da petista, a forma como foi colocado o texto, dá a entender que Guerra tirou o dinheiro do próprio bolso, e não se trata de um investimento público advindo de impostos.

 

Segundo a vereadora, o caráter pessoal nas publicidades públicas pode ser entendido como autopromoção e propaganda pré-eleitoral. Denise Pessôa indicou que o prefeito se inteire da Constituição e entenda que o Executivo não é uma apropriação particular, portanto, ele deve se manifestar como órgão público. 

 

Em aparte, Rafael Bueno/PDT pontuou que a obra divulgada na postagem deveria ter sido iniciada no ano passado e partiu de uma denúncia feita por ele, ainda em 2017. O pedetista também criticou a postura da equipe de comunicação social da prefeitura.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia