YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  29/11/2019 | 11h42     Atualizado em 29/11/2019 | 11h48

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Consumidores gaúchos pretendem gastar, em média, R$ 512,70 no Natal de 2019

O gasto feminino deve ser menor do que o masculino

Lisiane Zago
Lisiane Zago

A pesquisa da Fecomércio-RS apurou que em 2019, os consumidores pretendem gastar, em média, R$ 512,70. O gasto feminino, como apontado em pesquisas anteriores, deve ser menor do que o masculino. Enquanto mulheres devem gastar em média R$ 437,46, os homens devem gastar R$ 593,01. A pesquisa também traz detalhamentos relativos ao perfil de consumo conforme a classes econômicas.

 

Os entrevistados apontaram que em média devem adquirir 4,2 presentes, com destaque para itens relacionados a vestuário (preferência de 62,6% dos entrevistados), brinquedos (36,9%) e calçados (20,0%). As mulheres, por sua vez, devem apresentar uma média significativamente superior de número de presentes (4,7 unidades), enquanto a média masculina deverá ser de 3,8 unidades. O presente médio deverá ser de R$ 121,57. As compras devem ser realizadas predominantemente nas lojas do centro das cidades (66,5%). Quanto às formas de pagamento, a maioria dos entrevistados (73,8%) pretende fazê-lo à vista. Entre os consumidores que desejam parcelar, 49,5% devem optar por 4 a 6 parcelas.

 

A pesquisa também abordou a aderência do consumidor à Black Friday, campanha que começou no comércio eletrônico mas que tem se espalhado cada vez mais para o comércio físico e que ocorre tradicionalmente no fim de novembro. Entre os entrevistados, 50,9% do total dos entrevistados relatou que pretende fazer compras neste período. Especificamente com relação às compras de Natal, 43,9% do total dos consumidores pesquisados afirmaram que devem aproveitar a ocasião para esta finalidade. Dessa forma, estima-se que uma parcela do consumo de Natal que tradicionalmente acontecia em dezembro deverá ser antecipada para novembro.

 

Com relação ao 13° salário, 39,4% dos entrevistados informou que utilizará para pagar contas do mês; 27,1% pretende poupar e 15,8% comprar presentes. Entre os que informaram que tinham direito ao saque imediato do FGTS e que pretendiam fazê-lo, 43,9% afirmaram que usariam o recurso para pagar contas em atraso, 31,7% poupariam e 24,4% usariam os recursos para consumir.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia