YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  02/12/2019 | 14h49     Atualizado em 02/12/2019 | 14h51

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Projeto Cultura Hip Hop vence ao Prêmio Brasil Criativo

 Jéssica Drew / Divulgação
Jéssica Drew / Divulgação

O projeto caxiense Cultura Hip Hop nas Escolas conquistou o Prêmio Brasil Criativo em cerimônia realizada em São Paulo durante o Pixel Show. O projeto desenvolvido pelo rapper Chiquinho Divilas é apresentado pela Marcopolo. A iniciativa foi vencedora na categoria Música e se destacou pela afirmação do potencial da Cultura Hip Hop em abrir diálogo entre estudantes, escola, comunidade e famílias, num círculo virtuoso que se utiliza da música como ferramenta de livre acesso à cidadania. Gratidão, comemorou Chiquinho Divilas assim que conquistou o prêmio que projeta nacionalmente seu trabalho.

 

Durante dois anos de existência, o Cultura Hip Hop nas Escolas percorreu 14 escolas, atendeu mais de 5 mil estudantes de escolas públicas de Caxias do Sul, com palestras e oficinas sobre os cinco elementos da Cultura Hip Hop - DJ, MC, Break, Grafitti e Conhecimento. Foram 16 músicas gravadas pelos estudantes, 28 oficinas de Break, 15 shows e em parceria com a Dakota, foram doados 20 pares de calçados aos estudantes que foram destaque no ano de 2019, além de cadernos, lápis, canetas e livros para as bibliotecas das escolas, numa parceria com a Culturama. O projeto teve financiamento da Lei de Incentivo à Cultura e patrocínio da Marcopolo.

 

O Prêmio Brasil Criativo é a premiação oficial da Economia Criativa Brasileira. O intuito é impulsionar projetos que sejam exemplo de impacto positivo na indústria criativa nacional. Além de premiar os projetos mais relevantes em cada categoria, o prêmio criará um ecossistema da economia criativa: uma comunidade onde empreendedores e iniciativas criativas se encontram com investidores e mentores.

Neste ano o Cultura Hip Hop nas Escolas também foi vencedor do Prêmio Educação RS 2019, do Sinpro RS na categoria Projeto. Com produção de Luciano Balen, o projeto deve voltar a ser realizado em 2020.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia