YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  05/05/2020 | 11h27     Atualizado em 05/05/2020 | 11h32

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Diretoria de Cultura e Educação busca apoio para amparar setor cultural caxiense

Empresárias se reuniram com o Executivo e o Legislativo para apresentar sugestões de medidas para socorrer o segmento

Andressa Gallo
Andressa Gallo

A Diretoria de Cultura e Educação da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC Caxias) tem empreendido esforços junto à comunidade cultural na tentativa de viabilizar formas de amparar o setor e mitigar os impactos negativos da COVID-19. Prova disso são as reuniões realizadas com os poderes Executivo e Legislativo caxiense em busca deste apoio.

 

Na última quinta-feira (30), as diretoras Caliandra Troian e Maria Cecília Pozza estiveram com o presidente da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, Ricardo Daneluz, e com o presidente da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo, Paulo Périco.  Aos parlamentares, as diretoras da CIC apresentaram a proposta de crédito adicional para socorrer o segmento, que foi aceito pelo Legislativo e será levado ao Executivo Municipal.

 

"Falamos também do projeto de lei que está tramitando na Câmara dos Deputados e que pode ser implementado em Caxias do Sul?, informou Caliandra. Trata-se do Projeto de Lei 1075/2020, que estabelece ações emergenciais para o setor cultural durante o tempo de isolamento por causa da pandemia do novo coronavírus".

 

Já nesta segunda-feira (4), o encontro foi com o prefeito Flávio Cassina, com o vice-prefeito, Edio Elói Frizzo, com a secretária de Governo, Grégora Fortuna dos Passos, com a secretária da Cultura, Luciane Perez, com o secretário de Gestão e Finanças, Gilmar Santa Catharina, com o secretário de Planejamento, Paulo Dahmer, e com o líder de governo na Câmara, vereador Velocino Uez, além de representantes do Conselho Municipal de Política Cultural.

 

"O setor da cultura, ao lado do turismo e eventos, foi o primeiro a sentir os impactos pela privação do desenvolvimento de atividades. A cultura integra a Economia Criativa que é responsável por 2,5% do PIB Nacional e emprega aproximadamente cinco milhões de pessoas", destacou Caliandra. Em Caxias do Sul, acrescentou Maria Cecília, são mais de dois mil empreendimentos culturais e aproximadamente 3.500 profissionais, de acordo com levantamento feito pelo Conselho Municipal de Política Cultural.

 

Ao Conselho Municipal de Política Cultural, a Diretoria de Cultura e Educação da CIC Caxias apresentou uma série de medidas, desde a isenção de taxas para uso de espaços culturais municipais até a prioridade de contratação de profissionais e artistas locais para os eventos oficiais da Secretaria da Cultura.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia