YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  18/05/2020 | 17h13     Atualizado em 18/05/2020 | 17h21

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Caxias divulga protocolo de retorno aos treinos

O protocolo será aplicado quando for liberado o retorno dos treinos pelos órgãos

Vitor Soccol/Dinâmica Conteúdo
Vitor Soccol/Dinâmica Conteúdo

O Caxias divulgou nesta segunda-feira, 18, o protocolo de retorno aos treinos formulado pelo Departamento Médico da equipe grená e que foi apresentado para a Prefeitura também. No material disponibilizado pelo clube estão todos os detalhes. O protocolo será aplicado quando for liberado o retorno dos treinos pelos órgãos. O materuial cntém 17 páginas.

 

Confira na íntegra o posição do Departamento Médico sobre o retorno às atividades:

 

"A pandemia de Covid19 tem ensinado, por meio da dor com a perda de milhares de vida, que a devemos nos unir no combate às mazelas sociais. O futebol foi, certamente, a única diversão de muitas destas vidas que perderam a batalha contra o vírus que tem nos levado a mais um caos, a mais um desespero e a mais uma dor em uma sociedade repleta de desigualdades.

 

Os profissionais do futebol, há anos, tem sido os exemplos que, principalmente os mais carentes, seguem na busca por seus heróis. Por isso, acreditamos que retornar o futebol, no contexto da atual pandemia do Covid19, possa refletir uma falsa idéia de segurança, uma vez que ainda vivemos tempos de transmissão comunitária da doença. O Departamento Médico da Sociedade Esportiva e Recreativa Caxias do Sul, S.E.R. Caxias, entende que o retorno progressivo aos treinos em clube profissional de futebol somente seja autorizado após a flexibilização de retorno das atividades esportivas pelas autoridades de saúde nas três esferas (Federal, Estadual e Municipal) e, também, do Protocolo Oficial de Retorno pela CBF. Por meio do que escrevemos neste documento, iremos expor medidas para que, quando autorizado o retorno às atividades, possamos zelar, com o máximo rigor, pela saúde dos funcionários, da comissão técnica, dos
jogadores e, inclusive, de toda a sociedade em que estamos inseridos".

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia