YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  19/05/2020 | 14h44     Atualizado em 19/05/2020 | 15h40

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Resultado do Termômetro de Vendas aponta queda de 14,87% em relação ao mês de fevereiro em caxias do Sul

Setor está entre os mais atingidos pela crise provocada pelo coronavírus

Divulgação
Divulgação

A CDL Caxias do Sul divulgou em coletiva de imprensa nesta terça-feira (19) o desempenho econômico no comércio do município. O tradicional levantamento realizado pelo Núcleo de Informações de Mercado da entidade aponta que em março houve retração nas vendas de 14,87% frente ao mês de fevereiro. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o resultado foi de queda de 12,43%.

 

O comércio está entre os setores mais afetados pela paralisação das atividades em função do isolamento social, ao lado dos segmentos de serviços e turismo. Os dados apontam, ainda, aumento da inadimplência e uma diminuição significativa da procura por crédito, o que mostra que as pessoas estão reduzindo a intenção de compra e adotando um comportamento mais cauteloso em relação aos próximos meses.

No ramo duro, a variação entre janeiro e março de 2020 registrou uma retração de 15,87%. Entre os resultados de queda mais expressivos estão o dos setores de óticas, joalherias e relojoarias, com - 36,72%, e no de eletrodomésticos, móveis e bazar, com decréscimo de 38,54% nas vendas.

 

Já no ramo mole, as farmácias registraram aumento de 8,38% em relação ao mês de fevereiro. Entretanto, vestuário, calçados e tecidos apresentaram redução de 15,92%, e as livrarias, papelarias e brinquedos mostraram um resultado de queda ainda mais acentuado, de 21,97%.

 

Já o sistema CDL/SPC identificou que em março ocorreu aumento de 5,27% na inclusão de novas dívidas na comparação com o mês de fevereiro, contra uma queda de 12,29% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os dados também demostram que em março a base de inadimplentes apresentou crescimento de 4% em relação ao mês de fevereiro.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia