YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  25/05/2020 | 11h18     Atualizado em 25/05/2020 | 11h19

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Legislativo conclui a instalação de placas de energia solar para uma economia anual de R$ 168 mil

A captação sustentável deverá responder, em média, por 70% da energia consumida na Câmara

Denerlei Antonioli
Denerlei Antonioli

Está concluída, no teto do prédio do Legislativo caxiense, a instalação de 241 placas (módulos de silício) de energia solar, para uma economia anual estimada de R$ 168 mil. Com previsão para entrar em pleno funcionamento a partir da próxima semana, o novo sistema de captação sustentável deverá responder por 70% do consumo médio de energia, na Câmara Municipal de Caxias do Sul. A contar do primeiro mês de operação, a expectativa é já diminuir a margem mensal de custeio com energia elétrica, dos atuais R$ 20 mil para R$ 6 mil, conforme dados do setor Financeiro da Casa.

 

O presidente da Câmara, vereador Ricardo Daneluz, ressalta que a iniciativa já se constitui em um dos legados desta XVII Legislatura (2017-2020). "O Legislativo passa a privilegiar o consumo de energia totalmente limpa, com benefícios econômicos. Na próxima semana, quando o sistema entrar em operação, recomendaremos o seu aproveitamento no âmbito do Executivo também", enfatiza.

 

Iniciado em 31 de maio de 2019, na gestão do então vereador-presidente Flavio Cassina (hoje, prefeito municipal), o empreendimento contou com projeto técnico, a partir de licitação pública. O chamado kit fotovoltaico, com as placas solares, acessórios e o serviço de instalação, custou R$ 426,5 mil ao Legislativo. A quantia deverá se pagar em dois anos e meio, a partir da poupança de recursos que deixarão de ser gastos com energia elétrica.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia