YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  25/06/2020 | 16h52     Atualizado em 25/06/2020 | 16h53

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Aprovada a extinção das verbas de representação do diretor-geral e do chefe de Comunicação

Com vigência em 1º de janeiro de 2021, a matéria também mexe no quadro de cargos em comissão

Pedro Rosano
Pedro Rosano

Em sessão extraordinária desta quinta-feira (25/06), foi aprovado o projeto de lei 44/2020, de autoria da Mesa Diretora da Câmara, que extingue as verbas de representação do diretor-geral (80% do valor do vencimento, fatia que hoje corresponde a R$ 7.878,08) e do chefe da Assessoria de Comunicação Social (50% do valor do vencimento, fatia que hoje corresponde a R$ 4.424,57).

 

A matéria também mexe no quadro de cargos em comissão (CCs) do Legislativo caxiense. Se for sancionada pelo prefeito municipal, a proposição entrará em vigor em 1º de janeiro de 2021.

 

A medida mexe na lei 6.207/2004, que trata do quadro de pessoal do Legislativo. É extinto um cargo de assessor técnico (CC-08), cujo salário básico atual está em R$ 8.849,13. Fica limitada a nomeação de auxiliares de bancada (CCs-07), com o básico de R$ 5.532,97, somente àquelas bancadas que possuírem, ao menos, três vereadores.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia