YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  06/07/2020 | 16h01     Atualizado em 06/07/2020 | 16h07

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Serra Gaúcha Rugby continua na ativa em meio à crise

Clube está conseguindo manter sua saúde financeira, dentro do que é possível para a situação

Régis Costa
Régis Costa

O Serra Gaúcha Rugby Clube destaca que, mesmo com o período de cancelamento de jogos em virtude da pandemia do novo coronavírus, o clube está conseguindo manter sua saúde financeira, dentro do que é possível para a situação.

 

Um dos principais pontos durante esse momento sem jogos é a responsabilidade e maturidade por parte dos atletas, mesmo em um momento economicamente difícil, conseguem manter suas mensalidades em dia, auxiliando o clube.

 

Outro destaque na parte financeira vai para os patrocinadores do Serra Gaúcha. A maioria destes são através de permutas e abatimentos de impostos, como é o caso do projeto Pró-Esporte/RS e Lei de Incentivo ao Esporte. Os apoiadores são: FSG Centro Universitário, La Birra Caxias, Soul Branding, Liberty Seguros, Secretaria Especial do Esporte através da Lei de Incentivo ao Esporte, Tecbril, ArpiAspersul e Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através do Pró-Esporte/RS.

 

Sobre as manutenções das verbas por parte dos apoiadores, o Gerente Executivo e Coordenador Técnico, Muray Lizott, destaca que: "O comprometimento financeiro dos atletas é um dos pontos altos do atual momento que estamos passando. Também podemos citar que o planejamento realizado pela diretoria é um dos alicerces que sustentam o clube. Citando, aqui, a seriedade dos patrocinadores que, mesmo em um momento tão complicado, seguem com suas responsabilidades", diz.

 

Muray ainda afirma sobre a relevância em divulgar os dados da saúde financeira do clube. "É muito importante a exposição da atual situação dos clubes pois, se o esporte profissional está passando por grandes dificuldades, imagina quantos clubes amadores em nossa cidade estão lutando dia a dia para manter suas contas e profissionais em dia", conclui.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia