YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

  14/09/2020 | 16h24     Atualizado em 14/09/2020 | 16h25

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Governo do Estado compra respiradores para 230 leitos de UTI

Equipamentos foram adquiridos por pregão eletrônico, gerando economia ao Tesouro

Dalla Valle/Palácio Piratini
Dalla Valle/Palácio Piratini

Com a meta de equipar leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) para atendimento de pacientes adultos com Covid-19, a Secretaria da Saúde (SES) comprou, por meio de pregão eletrônico, 230 conjuntos de respiradores e monitores.

 

Parte desses aparelhos começou a ser entregue na semana passada a hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). São 30 conjuntos pagos com verbas do Fundo de Reconstituição de Bens Lesados (FRBL), do Ministério Público Estadual (MPE).

 

Com a meta de equipar leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) para atendimento de pacientes adultos com Covid-19, a Secretaria da Saúde (SES) comprou, por meio de pregão eletrônico, 230 conjuntos de respiradores e monitores.

 

Parte desses aparelhos começou a ser entregue na semana passada a hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). São 30 conjuntos pagos com verbas do Fundo de Reconstituição de Bens Lesados (FRBL), do Ministério Público Estadual (MPE).

 

Na região da Fronteira, o hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora, de Rosário do Sul, foi contemplado com cinco respiradores e a Santa Casa de Uruguaiana, com dez. Na região Missioneira, a Associação Hospitalar de Santo Ângelo recebeu cinco. Na região da Serra, o Hospital São Carlos, de Farroupilha, recebeu dez.

 

O destino dos outros 200 respiradores, que chegaram na sexta-feira (11/9) ao setor de suprimentos da SES, será definido conforme as necessidades da rede hospitalar do Rio Grande do Sul.

 

A Subsecretaria Central de Licitações (Celic) laçou em junho o edital do processo de compra destes itens. A compra foi concretizada no valor de R$ 17,06 milhões, inferior ao valor de referência que constava no edital, gerando uma economia de R$ 5 milhões ao Tesouro do Estado.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia