YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

Câmara de Vereadores   18/02/2021 | 12h33     Atualizado em 18/02/2021 | 14h34

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Vereadora Marisol propõe criação de política de educação inclusiva

Política seria voltada às crianças com altas habilidades de aprendizagem

Denerlei Antoniolli
Denerlei Antoniolli

A vereadora Marisol Santos/PSDB propôs a criação da Política Municipal de Educação Especial, voltada ao atendimento especializado aos estudantes identificados com altas habilidades e superdotação. Ela apresentou a proposição na sessão desta quinta-feira (18), que foi a primeira e única da semana na Câmara de Caxias, já que a sessão de terça não ocorreu em decorrência do feriado de Carnaval. 

 

Marisol explicou que projeto surgiu de uma demanda do grupo Mães que Lutam, composto por crianças com superdotação, em Caxias do Sul. A redação da proposição define os superdotados como educandos com altas habilidades, crianças que apresentam notável desempenho nos aspectos de capacidade intelectual geral; aptidão acadêmica específica; pensamento criativo ou produtivo; entre outros aspectos.

 

Segundo a vereadora tucana, o município tem 17 estudantes com alguma dessas habilidades. Observou que este não é um número pequeno, haja vista que por vezes estas crianças são equivocadamente diagnosticadas, o que acarreta no uso incorreto de medicações, podendo os levar a depressão e até ao suicídio. A temática deve ser a pauta de uma nova frente parlamentar no Legislativo. Quando ao projeto, ele vai tramitar pelas comissões da Casa antes de ir à votação. 

 

ESCOLA ESPECIALIZADA

 

Em aparte, durante o pronunciamento de Marisol, o vereador Sandro Fantinel/PATRIOTA sugeriu a criação de escolas especializadas para receberem os alunos com altas habilidades de apredizagem. No entanto, a tucana discordou de Fantinel, manifestando-se que a educação deva ser inclusiva e se adaptar às diferenças.  

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia