YouTube Facebook Instagram
YouTube Facebook Instagram

Covid-19   24/02/2021 | 19h00     Atualizado em 24/02/2021 | 19h16

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Câmara de Vereadores registra seis casos de Covid-19

O vereador Rafael Bueno e outros cinco servidores estão infectados com o vírus

Letícia Krelling / Câmara de Vereadores
Letícia Krelling / Câmara de Vereadores

O vereador Rafael Bueno/PDT e mais cinco servidores da Câmara Municipal de Caxias do Sul testaram positivo para Covid-19. O parlamentar começou a sentir os sintomas na última semana, como dores na cabeça e no corpo, febre e tosse. Os pais do vereador também testaram positivo para o vírus. Já o vereador Clóvis Xuxa/PTB, que senta ao lado de Bueno nas sessões, está em isolamento e sem sintomas.   

 

No que diz respeito aos demais infectados, três deles estão na equipe de trabalho da vereadora Estela Ballardin/PT (gabinete e Comissão de Direitos Humanos e Cidadania). A assessoria da vereadora informou que ela realizou o teste e não está infectada. Os outros dois são servidores lotados no setor administrativo. De acordo com a direção da Casa, todos estão em quarentena e passam bem. 

 

SESSÃO HÍBRIDA

 

Os casos de Covid-19 fizeram o Legislativo suspender a sessão totalmente presencial desta quinta-feira (25). A Plenária será em formato híbrido, ou seja, os vereadores poderão optar pela participação online ou presencial. A diretora-geral da Casa, Fernanda Paglioli, informou que todos os setores, gabinetes e vereadores foram comunicados a respeito da sessão híbrida e que é necessário reforçar os cuidados neste momento em que a cidade está em Bandeira Preta.

 

Em comunicado, a Câmara anunciou o prosseguinento da suspensão de eventos internos e externos e restrição de acesso de visitantes às dependências do prédio, exceto no caso de pré-agendamento realizado com os Gabinetes dos Vereadores. Estas mudanças vigoram desde março do ano passado.  Desde março do ano passado, 11 vereadores da atual e antiga legislatura foram infectados com o vírus. 

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia